Onde Mora a Felicidade?

onde-mora-a-felicidade-pic

Às vezes, passamos pela vida buscando a Felicidade. Dizemos “quando eu tiver uma casa própria, serei feliz”, “quando tiver um filho, serei feliz”, “quando eu me formar na faculdade, serei feliz”, “quando eu encontrar um(a) companheiro(a), serei feliz”, “quando eu ganhar na megasena, serei feliz.”, “quando eu tiver isto…”, “quando eu me tornar aquilo…”, “quando acontecer isto…” …quando… quando…quando…

Pois é, você já parou para pensar que Você pode Ser Feliz Agora?

Sim… Você Pode!

Mas, hoje?  Mas, hoje eu não tenho dinheiro, hoje eu só tenho um carro velho, hoje eu vou trabalhar, hoje não dá, hoje não dá pra ser feliz!!!!

Sabia que Ser Feliz é uma Decisão?

Ser Feliz não é um sentimento e, independe de fatores externos. Ser Feliz é uma condição da Alma!

Correr atrás de bens materiais o tempo todo, ser quem não se é de verdade, viver querendo agradar os outros, imaginando o que irão falar, pode fazer com que a Felicidade não se aproxime!

Assim, corremos o risco de nos preencher de vazio.

Como sabem, a escuridão é a ausência de luz… o mal, a ausência do bem… E o vazio? O vazio, para mim, é a ausência de nós mesmos!

Quando passamos a vida nos preenchendo de vazio, de quem não somos, do que não temos, corremos o risco de nos preencher de sentimentos que trarão tristeza e solidão!

Seja Feliz hoje!

Seja Feliz com o que tem hoje, afinal de contas, o ontem já passou e o amanhã, talvez não chegue!

Seja Feliz hoje!

Seja Feliz, com sua calça desbotada, com o pãozinho e o café preto, com o ônibus lotado, com o trabalho, com suas férias na praia, com o passeio na praça, com o sorriso de uma criança, com uma música tocada na rádio, com sua bicicleta meio velha, com a casa de madeira, com chinelos de dedo de fora, com sua vida simples!

A vida é Simples!

Seja Grato(a)!

Ter sucesso não é ter coisas grandiosas, ostentar o luxo, ser milionário. Ter sucesso é ser feliz sendo quem se é e, fazendo o que se ama, ou, colocando amor nas coisas simples do dia a dia.

Dizem que A Felicidade Mora no Simples!

Desta forma é possível ser feliz hoje! Com o que temos hoje! Com o que somos hoje! Sendo o melhor que podemos ser…hoje!

Olhe para a vida com os olhos da gratidão e verá a felicidade nas pequenas coisas!

Seja a sua melhor versão hoje e, só por hoje, Escolha Ser Feliz!

Portanto, esboce um sorriso e vista-se de gratidão! Você é uma pessoa incrível!

Tenha Fé! Ter fé é acreditar sem ver! Assim como o ar, que não podemos ver, mas sem ele, morreríamos!

Tenha fé e, mesmo que não veja, a Felicidade Mora Dentro de Você!

Comece com um exercício simples e, verá as mudanças acontecerem. O exercício é:  ao respirar, Sorria!

Já dizia Carlos Drumond de Andrade, “Ser Feliz sem motivo é a forma mais autêntica de Felicidade”!

Decida-se Ser Feliz Hoje!

Eu gosto muito de um poema intitulado “Instantes” e, vou terminar este artigo com ele. Leia com carinho!

Instantes

Se eu pudesse novamente viver a minha vida,
na próxima trataria de cometer mais erros.
Não tentaria ser tão perfeito,
relaxaria mais, seria mais tolo do que tenho sido.

Na verdade, bem poucas coisas levaria a sério.
Seria menos higiênico. Correria mais riscos,
viajaria mais, contemplaria mais entardeceres,
subiria mais montanhas, nadaria mais rios.
Iria a mais lugares onde nunca fui,
tomaria mais sorvetes e menos lentilha,
teria mais problemas reais e menos problemas imaginários.

Eu fui uma dessas pessoas que viveu sensata
e profundamente cada minuto de sua vida;
claro que tive momentos de alegria.
Mas se eu pudesse voltar a viver trataria somente
de ter bons momentos.

Porque se não sabem, disso é feita a vida, só de momentos;
não percam o agora.
Eu era um daqueles que nunca ia
a parte alguma sem um termômetro,
uma bolsa de água quente, um guarda-chuva e um paraquedas e,
se voltasse a viver, viajaria mais leve.

Se eu pudesse voltar a viver,
começaria a andar descalço no começo da primavera
e continuaria assim até o fim do outono.
Daria mais voltas na minha rua,
contemplaria mais amanheceres e brincaria com mais crianças,
se tivesse outra vez uma vida pela frente.
Mas, já viram, tenho 85 anos e estou morrendo.

(Jorge Luis Borges)

 

 

Grata pela conexão e até o próximo post!